DojoRio@UFF 16/09, 23/09 e 30/09; e DojoRio@Niterói 16/09 e 23/09

Pessoal,

Já estamos há um bom tempo sem fazer os posts dos dojos que ocorrem na UFF, mas os dojos continuam ocorrendo!
Então, resolvi fazer este post hoje sobre os DojoRio@UFF  dos dias 16/09, 23/09 e 30/09 e sobre os DojoRio@Niterói dos dias 16/09 e 23/09
(Na verdade, estou fazendo o post, pois minha mochila já estava ficando sem opção de divisória para novos papéis de retrospectivas)

Antes de mais nada, vale lembrar que:
-As sessões do DojoRio@UFF ocorrem TODAS as quinta-feiras de 11:00 as 13:00 na sala 448 do Bloco D (o DojoRio@UFF também é conhecido como dojo dos calouros, pois começou com os calouros da UFF do período passado)
-As sessões do DojoRio@Niterói ocorrem TODAS as quinta-feiras de 19:00 as 21:00 na sala 230-B também do Bloco D (o DojoRio@Niterói é a sessão mais tradicional de Niterói)

Bom, então vamos ao post

DojoRio@UFF 16/09

O problema escolhido para esta sessão foi do de números romanos (reverso), em que o objetivo era converter um número romano para um número inteiro. E a linguagem escolhida foi Python.
O pessoal estava bem focado participando de forma organizada e o dojo foi marcado por diversas refatorações seguidas que mostraram como resolver(ou chegar bem perto disso) o problema em 4 ou mais formas diferentes que foram evoluindo gradualmente.
Estavam presentes as seguintes 9 pessoas:

Os pontos positivos foram:

  • Problema ++++
  • Pilha (Usar / Aprender) ++++++
  • Refatorações +++++
  • Pessoal focado (silêncio, organização e participação) ++++
  • Enumerado +
  • ipython
  • Galera discutia bastante
  • Avançamos bem no problema
  • Todos participaram pelo menos 2 vezes
  • Problema se tornou simples
  • Python
  • Tranquei Métodos 2
  • Não teve aula de lógica

Os pontos a melhorar foram:

  • Galera faltou ++
  • Onde estão os calouros? +
  • Ter que sair no meio +
  • Teve que acabar
  • Não terminamos
  • Sono, muito sono
  • Dor de garganta
  • Os testes só chegaram até o 15
  • Cheguei atrasada

DojoRio@Niterói 16/09

Desta vez, resolvemos fazer o problema do jogo da velha, em que devemos determinar a situação do jogo no estado final (O ganha, X ganha, ou dá velha), em Java.
Apesar do DojoRio@UFF ser chamado de “dojo dos calouros”, neste dia, só apareceram calouros no DojoRio@Niterói. O dojo teve muita comida (que o Dukão já estava prometendo levar há tempos) e muitos debates sobre a modelagem.

Estavam presentes as seguintes 14 pessoas:

Os pontos positivos foram:

  • Java +++++++
  • Muita comida boa ++++++++
  • Problema +++
  • Gente nova ++
  • Refatoração ++
  • Começou (quase) na hora ++
  • Paciência e calma na explicação +
  • Vários debates +
  • Todos jogaram +
  • Discussões sobre a modelagem +
  • Número bom de pessoas
  • Complexo
  • Aprendizado
  • Pessoal que sabe
  • Mudança de entrada e saída do problema
  • Galera Presente
  • Várias maneiras de se pensar o problema
  • Solução
  • Discussões sobre a Linguagem

Os pontos a melhorar foram:

  • Atraso +
  • Ninguém pensou um problema antes antes +
  • Problema repetido +
  • Cadê a porra do semáforo? (+ arduino + cerveja)
  • Complexo
  • As coisas demoraram a andar
  • Vermelho não foi respeitado em alguns momentos
  • Ter que sair no meio
  • Galera falou muito no começo
  • Não conhecíamos direito o junit
  • Não consegui comprar refri
  • Tive que arrumar a sala sozinho

E ficaram como sugestões:

  • c++    +
  • Preparar tudo antes
  • PHP
  • Ruby

DojoRio@UFF 23/09

Neste dojo escolhemos o problema de implementar a cantiga “atirei o pau no gato” e a linguagem Ruby.
A sessão foi marcada por muitas discussões sobre orientação a objetos,  testes, estados e o pessoal muito focado.
Estavam presentes 7 pessoas:

Os pontos positivos foram:Os pontos positivos foram:

  • Problema +++++
  • Discussões sobre Oriantação a Objetos +++
  • Linguagem (ruby) ++
  • Silêncio +
  • Foco +
  • Terminamos cedo
  • Meter a cara no ruby
  • Ninguém sabia muito de ruby
  • Discussões sobre estado
  • Muitas discussões
  • Pouca gente propiciou as discussões
  • Não saí no meio
  • Discussões sobre testes
  • Todos participaram mais de uma vez
  • Trakinas
  • Dojo de Niterói rulez!
  • Dia da minha volta ao dojo da noite

Os pontos a melhorar foram:

  • Pouca gente / galera faltou +++
  • Calor +
  • Começou tarde, acabou cedo
  • Mais foco nos testes do que na solução
  • Falamos muito no vermelho
  • Talvez não tenhamos usado todo potencial da linguagem
  • Rafael fraco
  • Dojotools não adaptado ao ruby

Ficaram como sugestões:

  • Mouse
  • Mais ruby
  • Shell “bizonho” Script

DojoRio@Niterói 23/09

O problema deste dojo foi o reversi: com a entrada sendo uma configuração de jogo, uma jogada com a cor do jogador e a posição da jogada, e a saida sendo o jogo após realizar a jogada.
Este dojo foi marcado por um clima inicial tenso, de ânimos exaltados, entretanto sem discussões pesadas e com o pessoal bem controlado que permitiu que o resto do dojo rolasse bem
Neste dia, muitos chegaram bem cedo (cerca de 18:30~18:40) e com um possível problema em mente: “Amigo oculto”. Entretanto deste horário até 19:20 foi discutida a viabilidade de se testar o problema de amigo oculto e com isso os ânimos começaram a se exaltar. Depois que cansamos de discutir se dava ou não para fazer o problema, desistimos do problema e resolvemos fazer o reversi.
O dojo foi bom, com o pessoal participando e explicando bem as ideias e ficando sem reclamar das decisões do piloto em aceitar ou não refatorações.O Mario deu os toques na galera nos momentos certos, evitando que o stress inicial voltasse, portanto ele merece a estrelinha dourada (ou seja lá a expressão que foi usada)

Estavam presentes 11 pessoas:

Os pontos positivos foram:

  • Problema 2 rox! ++++
  • Problema 1 fail!
  • Galera nova ++
  • Python ++
  • Comida ++
  • Orientação a objeto ++
  • Todo mundo participou ++
  • Programando 2 vezes ++
  • Bom número de pessoas +
  • Noção de nova linguagem
  • Silêncio depois de eu não aceitar alteração externa
  • Galera explicando bem as ideias
  • Introdução ao dojo
  • Introdução ao python
  • Ambiente
  • Muita discussão
  • Adorei a ideia do dojo
  • A galera é bem prestativa
  • Classe Reversi
  • Cheguei na hora
  • Dojo na Unipli dia 29/09
  • Uma comemoração do meu aniversário
  • Mario dando os toques na galera
  • Minha volta ao dojo da noite
  • Pós com cerveja
  • ipython
  • Interação ótima

Os pontos a melhorar foram:

  • Pessoal ter mais calma, se respeitar mais, ser mais educado, e procurar entender o que o outro está tentando explicar
  • Ânimos Exaltados / Stress Inicial / Clima tenso ++++
  • 20000 horas para definir o problema +++
  • Falatório no vermelho +
  • Nem todos programaram
  • Fernando foi embora
  • As pessoas podiam se apresentar quando tiver gente nova
  • A galera tava violenta
  • Não trouxe biscoito
  • Ausência do “sinal verde / vermelho”
  • Muito chororo
  • Problema repetido
  • Não vou poder ficar muito tempo no pós-dojo
  • Acho que não vou poder vir no próximo dojo
  • Luis não fez o post dos dojos antigos
  • Poucas pessoas hoje
  • Pouca participação

Ficaram como sugestões:

  • Trazer linguagens novas pro pessoal aprender
  • PHP no próximo com a Carol de guru
  • Falar com mais calma

DojoRio@UFF 30/09

Neste dojo resolvemos o problema dos números perfeitos em python. O objetivo do problema era determinar se um número era perfeito ou não. Números perfeitos são números cuja soma dos divisores dá o próprio número(Ex: 6 = 1 + 2 + 3)
O problema, que surgiu de uma lista de exercício de lógica, foi bem simples e foi resolvido de forma bem simples. Entretanto, o foco do dojo foi o aprendizado do VIM.

Tivemos apenas 4 participantes:

Os pontos positivos foram:

  • Discussões +
  • Problema maneiro +
  • Macetes do GVIM
  • Dojo de VIM
  • Foi no VIM
  • Aprender mais sobre o VIM
  • Terminamos o problema
  • Python
  • Papo de bêbado na retrospectiva
  • Dojo sem Mouse
  • Plaquinha #horaextra
  • Matemática
  • one-line code
  • DojoRio@Unipli ontem

Os pontos a melhorar foram:

  • Não irei no dojo da noite ++
  • Cheguei atrasado
  • Problema curto
  • Muita gente que confirmou que viria não veio
  • Papo de bêbado
  • Pouca gente
  • Arrumar o dojo de hoje a noite
  • Pesquisar mais problemas
  • Galera faltou por causa da prova

Ficou como sugestão:

  • Irmos nos outros dojos do rio

——

Bom, é isso. Cobrem do Luis os posts do dojos do dia 09/09 e do DojoRio@Niteroi do dia 30/09, pois eu(João Felipe) só estava com os papéis de retrospectiva destes que postei

 

 

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: