Pedra, papel ou tesoura

quarta-feira, 29 setembro 2010

Sábado passado aconteceu mais um dojo em Petrópolis, mais uma vez escolhemos a linguagem Python e o problema escolhido foi o pedra, papel ou (e?) tesoura.

O que foi bom:

  • Broa
  • Guaraná
  • O problema++
  • A linguagem
  • Não programadores programam

O que pode melhorar:

  • O número de presentes em dia de chuva
  • A linguagem (tem sido sempre em Python, o próximo será em C)

Participantes:


Dojo@Lapa – 15/09/2010

terça-feira, 21 setembro 2010

Já tem um tempo que não temos post sobre o Dojo na Lapa… mas não se preocupem, está tudo tão corrido para todos que nem sempre conseguimos passar tudo pro blog como deveríamos.
Mas agora é hora de falar do Dojo que fizemos na última semana, que foi obviamente sensacional.

Tivemos na última quarta-feira um clima festivo, por dois motivos. O primeiro foi o aniversário do Leandro Thimóteo, e o outro as despedidas do Olivier e da Aleksandra. Aos que voltaram para Europa, fica aqui o convite para voltarem!

Por conta da festa, tivemos, além do mais corriqueiro, excelentes bombons, e uma torta para o fim do dojo.

Destaco o foco do Dojo: as pessoas. São elas (somos nós) que fazem tudo acontecer. Compartilhamos conhecimento e ótimos momentos, antes, durante e após o horário estabelecido pro Dojo.

Continue lendo »


Dojo em Petrópolis com a corda toda

segunda-feira, 13 setembro 2010

Dia 09:
Quinta-feira, dia 09, rolou mais um dojo em Petrópolis, por ter rolado dentro de um evento do IST
a presença da galera de fora foi o ponto forte.
Como ia rolar dojo nos 2 próximos dias, o problema resolvido foi o FizzBuzz para dar a galera uma breve
explicação do que é e como é realizado.

istPetrópolis:

istRio:

  • Marcus Vinicius Leite de Oliveira (istRio)
  • Felipe Augusto Carvalho Oliveira (istRio)

😀

  • Muitos participaram
  • Resolução rápida do problema
  • Calouros

😦

  • Não deu para todos participarem
  • Um teclado melhor
  • Programadores apressadinhos

Dia 10:
Sexta-feira, dia 10, mais um dojo, de comum acordo dos programadores mais experientes foi outra vez
resolvido o FizzBuzz, por conter pessoas em massa (em torno de 40) e a maioria inexperiente.
O mais interessante do dia foi que quem deu solução para o problema foi uma dupla que não conhecia programação.

Participantes:
istPetrópolis:

  • Talita de Oliveira Santos
  • Natasha do Nascimento Paiva
  • Jose Alexandre Esteves Junior
  • Erika Lobo Vargas
  • Andre Muniz Yokoyama
  • Arthur Castella
  • Daniel Massami Muniz Yokoyama
  • Carlos Eduardo da Silva
  • Diego Torres Lengruber (twitter.com/ejediego)
  • Filipe Ornelas (twitter.com/filipeornelas)
  • Henrique Pacini de Oliveira (twitter.com/hpacini)
  • Pamela Zanetti (twitter.com/pamy_zanetti)
  • Weslei Peter de Oliveira
  • Jonathan Pinto Barbosa
  • Victor Kochem Bittencourt
  • Marcus Vinicius Ribeiro

istRio:

  • Marcus Vinicius Leite de Oliveira
  • Felipe Augusto Carvalho de Oliveira

istParacambi:

  • Charles Castellar Santos
  • Murilo Clemente da Silva
  • Leonardo Lopes de Souza
  • Rodrigo Camilo de Almeida

CPTI: (2º Grau)

  • Igor Augusto Calheiros
  • Arthur Pitzer Caeteno
  • Guilherme Melo Carvalho
  • Thamires Senna dos Santos
  • Renato Luiz de Paula Junior
  • Lucas Marques
  • Maria Luiza Botelho
  • Thiago Goldoni Thomé
  • Denis Leite Presciliano
  • Erick Souza Martinho
  • Carlos Matheus Firmo

🙂

  • Bastante Gente
  • Galera resolveu rápido o problema (quem deu solução foi a galera do CPTI)
  • Bastante calouro e galera do cpti
  • Feedback ++++++++

😦

  • Barulho
  • Pouco tempo
  • Teclado

Dia 11:
Sábado, dia 11, mais um dojo Petrópolis, presença dos calouros foi significativa.
O problema resolvido foi o Teste da Nasa, o qual consiste na contagem regressiva. Foi maneiro
por rolar quebra de barreira entre períodos.

Problema resolvido: Contagem regressiva
Presentes:

  • Henrique Pacini de Oliveira
  • Talita de Oliveira Santos
  • Natasha do Nascimento Paiva
  • César Frias
  • Diego Torres Lengruber
  • Felipe Augusto Oliveira
  • Marcus Vinicius Leite
  • Carlos Eduardo da Silva
  • Daniel Massami Muniz Yokoyama
  • Andre Muniz Yokoyama
  • Bruno Chavez Carvalho
  • Maxwel do Nascimento Silva
  • Walber Cardoso Guimarães
  • Graciela dos Santos Oliveira
  • Marcelo de Jesus Dias
  • Mayck Philippe Batista Xavier
  • Jonny Alves de Arruda
  • Patricia Alves da Silva
  • Rafael de Freitas Fonseca
  • José Carlos Júnior
  • Leonardo Lopes de Souza
  • Jonathan Pinto Barbosa
  • Jhon Pablo Barbosa
  • Rafael Henter
  • Valdinei dos Santos

🙂

  • Galera de fora
  • Participação de quem não conhecia a linguagem
  • Feedback
  • Pós-dojo com gelada

😦

  • Teclado melhor

P.S.1: A galera de Paracambi gostou tanto que parece que vai começar mais um dojoRio, dessa vez lá em Paracambi. Quando vai começar o dojoRio@Paracambi?
P.S.2: O professor Valdir (Paracambi) quer implementar uma dinâmica parecida com a do dojo nas aulas dele.


sexta-feira, 10 setembro 2010

Bem galera. aqui é o Luis participante do DojoRio@UFF e DojoRio@Niteroi

Teeenho uma noticia mto boa pra compartilhar com a galera, sobre o dojo! ESTAMOS INVADINDO!

É isso mesmo, invadindo tudo, todo o rio, todo o Brasil, e agora até nas aulas! Mais uma vez tivemos uma aula-dojo na turma de prog II da computação na UFF do professor Dante, o dojo foi uma experiência ótima pra mostrar pra turma como funciona um ambiente seguro com testes e como funciona o TDD e baby steps, e também utilizar isso como ferramenta de ensino é ÓTIMO!

Toda a turma estava lá, e a grande maioria participou, o problema feito foi o jokenpo e a linguagem foi java, ja que essa é a utilizada no curso. Tudo correu tranquilo a galera se amarrou e pediu até pra gente postar a solução final no grupo de discussões da matéria. e assim foi feito. Eu até tirei umas fotos, mas nao consegui passar do celular pro pc, então fica pra uma próxima.

Mas fica ae de motivação pra galera! Corram atrás, chamem os professores, DIVULGUEM! o dojo tem crescido muito e ainda tem muito a crescer! Quem sabe não conseguimos criar uma matéria em alguma das faculdades sobre o dojo? Quem visa?!

abraços!


DojoRio@UFF e DojoRio@Niterói – 02/09

sábado, 4 setembro 2010

Pessoal,

Como é de conhecimento de todos, nós temos duas sessões de Dojo que acontecem na UFF. Uma é a que os alunos que ingressaram no curso de Computação no período passado tocam e a outra é a mais antiga. Antes, a dos calouros acontecia às terça e a mais velha às quintas. Entretanto, como o  nosso horário mudou agora nós temos as duas sessões acontecendo no mesmo dia! A dos calouros acontece das 11:00 até às 13:00 e a mais antiga das 19:00 até às 21:00. Então vou falar como foram as duas sessões nesse post.

A da parte da manhã aconteceu na sala 448 que agora ja é definitivamente nossa! O problema escolhido foi o dos palíndromos, davamos como entrada um número, e a saída teria que ser o próximo numero palindromo, ou seja, que lendo de frente pra tras ou de tras pra frente é igual, e a linguagem escolhida foi Java. Muito bom a galera nova ter participado, chegaram e sem medo foram todos programar! Estavam presente as seguintes 18 pessoas:

Os pontos positivos foram:

  • Java +++++++
  • Problema Legal +++
  • Ensinamentos ++
  • Paciência
  • Discussões boas
  • Existe teste em Java!
  • Aprendizado +
  • Quebra de barreiras entre períodos
  • Bastante gente ++++
  • Refatorações++
  • Comandos novos do netbeans
  • Calouros+++++
  • Terminamos o Problema+++++++
  • Todos participaram ++
  • Sala boa
  • Professora +

Os pontos a melhorar foram:

  • Horário do almoço ++++
  • Fugir do Baby Steps ++
  • Muito Falatório ++++++++++++
  • Solução Complexa ++
  • Sala quente ++
  • Fome +++++
  • Roberto veio ao dojo! Há!
  • Já ter feito problema parecido. +
  • Cheguei tarde
  • Nao tinha lanche +

Como sugestão ficou:

  • Mais vezes em java!
  • Pascal
  • C/C++

Depois, passada a tarde, tivemos a nossa segunda sessão do dia. Dessa vez a linguagem escolhida foi Python e o problema escolhido foi o da construção de um muro, a entrada seria o numero de tijolos de 1 e 5 polegadas, e a altura desejada, e a resposta seria se era possível ou não costruir muro de tal altura. Uma galera nova compareceu inclusive de outros cursos e isso foi muito bom pra ver o quanto o dojo está se espalhando! Estavam presentes as seguintes 14 pessoas:

  • Magno Mathias
  • Luis Antônio
  • João Felipe Pimentel
  • Thiago Garcia
  • Romulo Pires
  • Daniel
  • Leonardo Lima
  • André Luis
  • Marcelo Agostinho
  • Felipe dos Santos
  • Wladimir
  • Raphael Braga
  • Mário
  • Leonardo Carvalho

Os pontos positivos foram:

  • Problema bem legal +++++
  • Novas pessoas+++++
  • Orgranização+
  • Discussões produtivas ++
  • Python ++++
  • Refatorações +++
  • Explicações +++
  • Todos Participaram ++++
  • Aprender Python ++
  • Instalei open Suse
  • Código Bonito ++
  • Apresentação do dojo ++

Os pontos a melhorar foram:

  • Fugiram do TDD e do baby Steps ++
  • Bala de Pimenta
  • Falta de Costume com TDD
  • Velha Guarda fugiu +
  • Prestarem atenção ao invés de resolver sozinho no caderno
  • Respeitar o código dos outros
  • Diminuir a Grosseria.
  • Ir pro pós com o notebook
  • Gedit nao configurado
  • Pouco tempo
  • Dojo caminha pra trás
  • Pessoas com ânimo exaltado
  • Pouca comida

Como sugestão ficou:

  • C
  • (C++) ++++
  • PHP

Até a próxima galera!


DojoRio@UFF – 26/08

sábado, 4 setembro 2010

Pessoal,

Rolou mais uma sessão de dojo. aconteceu na sala 448 do prédio da engenharia. O problema escolhido foi o de pesar as pedras onde a entrada seria o numero de pedras que vc tinha e o peso de cada uma delas, e um peso que vc queria atingir na balança, e a saída seria a resposta se era posssível ou não atingir esse peso exato com aquelas pedras e a linguagem escolhida foi Python. Estavam presente as seguintes 13 pessoas:

Os pontos positivos foram:

  • Aprendizado de Python +++++++
  • Python! ++++
  • Muitas Pessoas +++
  • Orientação a Objetos
  • Surpresa pro dojo da Noite
  • Dojo alternativo
  • Ótimo problema +++
  • Explicações sobre Estruturas de Dados ++
  • Aprender sobre dicionários +
  • Chegar cedo e entender tudo
  • Linguagem nova
  • Calouros participando +++
  • Bom Horário
  • Compartilhamento de idéias
  • Bem explicado ++
  • Inventar o problema na hora
  • Conseguir a sala na hora
  • Thunder methods +
  • Voltar ao dojo
  • Poder programar!
  • iPython +
  • dojotools

Os pontos a melhorar foram:

  • Nem todos programaram
  • código não andou muito
  • Sem comida
  • Refatoração atrapalhou um pouco
  • Vou trancar métodos II
  • Não ter terminado
  • Não almoçar antes do dojo!
  • Galera apática
  • Fome ++
  • Sem ventilador nem ar, muito calor +++

Como sugestão ficou:

  • Alguem terminar o código
  • Variar mais as linguagens

Até a próxima!


Dojo@IFF [16]

quinta-feira, 2 setembro 2010

Dia 01-09-2010

Problema: Rouba Montinho -> Código / Fotos

Nessa quarta aconteceu mais um Dojo IFF. A maioria dos participantes não conhecia a linguagem escolhida, que foi Ruby, mas mesmo assim todos gostaram. Quem não conhecia gostou, e todos participaram. Mesmo aqueles que vieram pela primeira vez, o que foi muito positivo. Uma coisa ruim é que o nosso horário – 18.30h – as vezes é complicado para quem estuda a noite, então alguns participantes tiveram que ir para a aula, e depois voltar para o Dojo.

No início do Dojo, ficamos conversando e pensando nas possibilidades do problema. O escolhido foi: Rouba Montinho (ou Rouba Monte), aquele típico jogo de baralho. Conversamos sobre as classes e jogadores e pensamos na maneira mais simples de se fazer. O jogo consiste em ter uma mesa com 4 cartas iniciais, e o jogador com 3 cartas iniciais na mão. A idéia do jogo é que o jogador1 forme pares com as cartas disponíveis na mesa e na mão, colocando assim no seu respectivo montinho. Se um outro jogador tiver na mão uma carta que corresponda a última carta no montinho do jogador1, ele pode ‘roubar’ o montinho. Ganha o jogador que tiver o maior montinho.

Não chegamos a implementar o jogo até o fim, fizemos apenas duas situações: a que o jogador1 não tem nenhum par e deve se desfazer de uma carta, e a que o jogador1 tem um par. Foi muito legal, e fizemos a nossa retrospectiva:

Retrospectiva

Roubamos 🙂

– problema legal

– todos participaram

– gente nova

– a galera curtiu a linguagem

Fomos roubados 😦

– sala sem ar (de novo!)

– projetor deu mil problemas e ajudou no atraso (quase 1h)

– ninguém trouxe problemas previamente

PS: para a retrospectiva, o fato de a maioria não conhecia a linguagem, ficamos na dúvida de ser um ponto bom ou ruim….

Participantes

Mari

Ruhan

Rebeca

Caio

Weslleymberg

– Ewerton

– Andre

Anderson

PS: Valeu Rebeca! O relato ficou show 🙂