Coding Dojo Rio [2] em Niterói

quarta-feira, 28 outubro 2009

Para a galera que veio na semana passada e adorou e para os que não vieram e ficaram morrendo de inveja: amanhã teremos Coding Dojo em Niterói, como (agora) de costume. 🙂

Aliás, semana passada começamos muito bem: vieram 19 pessoas (tivemos até que mudar de sala!) e ainda faltaram algumas figuras que com certeza estarão nas próximas sessões – sucesso total! Não fique aí parado, se você gostou, chame mais gente e se você se interessou, venha sem medo!

O encontro de amanhã será em outros horário e sala: acontecerá na sala 335 do prédio novo e começará às 18h30min.

Endereço: Rua Passo da Pátria, 156, Sala 335, bloco D (prédio novo) – Campus Praia Vermelha, em Boa Viagem, Niterói/RJ. Veja o local do Coding Dojo em Niterói pelo Google Maps.

Dica 0: não sabe chegar em Niterói ou no campus Praia Vermelha da UFF (não confunda com Praia Vermelha da UFRJ, que fica no Rio!)? Leia então Como chegar ao campus Praia Vermelha da UFF, em Niterói.

Dica 1: ao entrar no campus você subirá uma rampa e verá dois prédios: um novo (lado direito) e um mais antigo (“prédio velho”) ao lado esquerdo. Entre no prédio novo e vá até o terceiro andar.

Se você é desenvolvedor de software, leu até aqui mas ainda não entendeu nada sobre esse post, saiba logo o que é Coding Dojo, para que serve e porque o pessoal gosta tanto.

Ainda não temos uma linguagem de programação definida para amanhã. Na semana passada utilizamos Python e seria legal não repetirmos. Se você gostaria de sugerir uma linguagem, comente aqui e, de preferência, sugira um ambiente de testes para utilizarmos – não esqueça também de ir ao Dojo e levar alguém que entenda da mesma! 😉

Aos interessados, peço que postem um comentário aqui confirmando presença e até lá!

Álvaro Justen – Turicas
Peta5

Anúncios

Dojo Rio em Niterói foi sensacional!

sábado, 24 outubro 2009

Ontem, quinta-feira, 22 de outubro de 2009, fizemos a primeira sessão do Dojo Rio em Niterói e foi sensacional! Pra resumir: vieram 19 pessoas, das quais 85% nunca tinham participado de um Dojo. Seguem abaixo mais detalhes do encontro.

Detalhe: deu tanta gente que a sala cedida pela Peta5 acabou não dando conta! Tínhamos 12 cadeiras e quase 20 pessoas – daí fomos para um laboratório do Departamento de Engenharia de Telecomunicações da Universidade Federal Fluminense.

Quem foi

  • Álvaro Justen – eu! 😉
  • Gabriel de Britto Lima
  • Alexandre Ávila Costa
  • Mariana B. Lesche
  • Flávio Amieiro
  • Felipe Cabral
  • Samuel Bandeira Coelho
  • Thiago de Souza Diogo
  • Leandro Ribeiro de Cicco
  • Leonardo Guimarães de Almeira
  • Diego Moreira Guimarães
  • Julia Varanga da Silva
  • Bernardo Botelho Fontes
  • Rafael Maricato Musmanno
  • Daniel D. Castellani Ribeiro
  • Bruno Ferreira Pinto
  • Roberto Weidmann Menezes
  • Mário Sérgio Leite Mariani
  • Pedro Menezes

Feedback

Carinha feliz 🙂

  • Uso de linguagens atuais
  • Modelo de interação interessante
  • Problema bacana
  • Ter contato com outros programadores
  • Descobrir novas funcionalidades do Python
  • Muita gente!
  • Ambiente em GNU/Linux
  • Um monte de gente nova!
  • Foi em Niterói! \o/
  • Perfeito para o treinamento de TDD e pair programming
  • Datashow e notebook
  • Ambiente agradável e inclusivo, galera animada
  • Foi dinâmico e descontraído
  • Utilizamos uma linguagem que eu não conhecia
  • Conseguimos resolver o problema
  • Proposta [do Dojo] legal
  • Cabral apareceu
  • Falamos pouco!
  • Biscoitos + cafézinho

Carinha triste 😦

  • Computadores (em cima das mesas) atrapalharam um pouco
  • Atrasou/começou tarde
  • Tiraram muita foto!
  • O console é confuso
  • Muita gente falou no vermelho
  • Faltou “;”
  • Trazer mais comida
  • Sala grande demais para o número de pessoas
  • Problema fácil
  • Pilotos e copilotos falaram baixo
  • Faltou ensinar as ferramentas utilizadas (para quem nunca utilizou GNU/Linux, frameworks de testes etc.)
  • Pessoal fazendo POG

Sugestões

  • Começar entre 18h30min e 19h independente do número de pessoas que chegou
  • Colocar teclado e mouse
  • Ter hora fixa para terminar (ex: 21h)

Depois do encontro – que acabou lá pelas 22h – fomos para o famoso pós-dojo comer pizza e beber cerveja (ou refrigerante…) no Vestibular do Chopp, na Cantareira, pertindo de onde aconteceu a sessão.

Dojo Rio em Niterói 1 - Foto 001
Dojo Rio em Niterói 1 - Foto 002
Dojo Rio em Niterói 1 - Foto 003
Dojo Rio em Niterói 1 - Foto 004

Vejam as fotos no Flickr do Pedro Menezes (nosso fotógrafo oficial!).

Começou e não para mais: teremos Dojo toda quinta-feira às 19h em Niterói!



   Álvaro Justen

   Peta5


Coding Dojo Rio em Niterói

terça-feira, 20 outubro 2009

Demorou mais chegou: Dojo Rio em Niterói!

Já há algum tempo venho chamando amigos aqui de Niterói, da UFF e da Peta5 para irmos ao Coding Dojo – mais precisamente ao Coding Dojo Rio, que acontece às quartas-feiras na Lapa.

No mês passado (setembro: o mês dos eventos!) fui a alguns eventos como Dev in Rio e Software Freedom Day RJ onde encontrei pessoas de Niterói interessadas em participar de um Coding Dojo aqui.

Com o apoio da Peta5 e do pessoal do Coding Dojo Rio, resolvi então criar um branch do grupo aqui na terra de Araribóia! 🙂

O encontro acontecerá às quintas-feiras às 19h no laboratório da Peta5 na UFF, que fica no endereço: Rua Passo da Pátria, 156, Sala 406A, bloco E – Campus Praia Vermelha, em Boa Viagem, Niterói/RJ. Veja o laboratório da Peta5 na UFF pelo Google Maps.

Dica 0: não sabe chegar em Niterói ou no campus Praia Vermelha da UFF (não confunda com Praia Vermelha da UFRJ, que fica no Rio!)? Leia então Como chegar ao campus Praia Vermelha da UFF, em Niterói.

Dica 1: ao entrar no campus você subirá uma rampa e verá dois prédios: um novo (lado direito) e um mais antigo (“prédio velho”) ao lado esquerdo. Entre no prédio velho e vá até o quarto andar (você já entrará no segundo andar).

Ah, e se você ainda não sabe o que é o Coding Dojo: é um grupo de desenvolvedores de software que se reúne com o objetivo de melhorar suas práticas de programação. Os atletas todos treinam, por que os programadores não? A ideia do Coding Dojo é treinar, criando um ambiente colaborativo e utilizando técnicas robustas como desenvolvimento orientado a testes (TDD), programação em par (pair programming), dentre outras – independentes da linguagem de programação! É um ótimo ambiente para aprender e fazer amizades. Não vou dar mais detalhes aqui: venha ao Dojo Rio em Niterói e conheça! 😉

Aos interessados, peço que postem um comentário aqui confirmando presença. Até quinta!

   Álvaro Justen – Turicas
   Peta5