Quando o Dojo virou um hábito

Esta foi uma semana de festa! O Dojo-Rio celebrou no encontro desta quarta-feira, o importante marco de 20 sessões de Dojo realizadas!

O que exatamente este marco significa?

Significa que estamos há 6 meses nos reunindo toda semana para praticar novas técnicas e experimentar novas linguagens de programação!

Evoluímos de um grupo com 2 ou 3 participantes que se revezavam a cada evento, para um grupo bastante regular que conta com ao menos 8 participantes a cada sessão. Formamos um grupo bastante heterogêneo com pessoas de diversas faixas etárias, com experiências pessoais e profissionais bastante distintas, mas todos compartilhando o mesmo propósito: Escrever melhores códigos, de melhores maneiras, melhorando a si próprio!

Este é apenas o começo! Obtivemos sucesso em nossa primeira etapa, transformando nossa insistência em persistência!

O grupo todo está de parabéns. Mas vale ressaltar o esforço e dedicação do Rodolfo Carvalho que inspira o grupo e sem dúvidas transpirou muito para fazer a máquina girar.

Aproveito para agradecer ao pessoal da Puc-Rio pelo enorme apoio no início do grupo, cedendo sua infraestrutura para realizarmos as reuniões. E é claro, não podemos deixar de agradecer ao Professor Eduardo Bezerra e todos seus colaboradores, que transformaram o CEFET-RJ na casa do Dojo-Rio.

Fica aqui o convite aberto para todos entusiastas em computação. Venham compartilhar seus conhecimentos e aprender conosco. Tudo o que vocês precisam fazer é comparecer uma única vez! Certamente será o bastante para que o Coding Dojo torne-se um hábito! 😉

[]’s!

Anúncios

Uma resposta para Quando o Dojo virou um hábito

  1. […] é uma cópia do post de comemoração que publiquei no blog do […]

%d blogueiros gostam disto: