Coding Dojo Rio #20

É, atingimos a marca dos 20 dojos realizados!

Desta vez, trabalhamos em cima do problema da Agenda de Compromissos, no qual dado duas agendas deveríamos indicar quais os conflitos de compromisso que ocorrem. Por exemplo, dado a agenda do João e a do Pedro, o nosso programa deveria indicar que na segunda-feira o Pedro tem futebol de 20h as 22h, conflitante com o João que joga sinuca com os amigos de 21h as 23h, na terça … etc.

Os participantes foram:

Como consequência da solução adotada, foi levantada uma questão relativa ao comportamento das variáveis em Python. O grupo então iniciou um debate-aula sobre como uma variável em Python é apenas uma “etiqueta” para um objeto em memória, e as implicações que isso tem quando trabalhamos com tipos imutáveis e mutáveis que possuem várias referências.

Para comemorar as vinte edições do Dojo e o aniversário do Cláudio Berrondo, tivemos um super bolo com refrigerante! Para o “Parabéns”, contamos com as presenças do professores Eduardo Bezerra e Renato Mauro que nos ajudaram na difícil tarefa de devorar o bolo.

Em nossa retrospectiva, consideramos os seguintes pontos:

Positivos

  • Discussão sobre linguagens dinâmicas, aprofundamento nos conceitos mais baixo-nível de Python
  • Ambiente informal que acompanha a empolgação do grupo
  • Código fluiu bem
  • 9 participantes
  • #20 dojos (mesmo enquanto alguns não acreditavam em nós!)
  • Mac + TextMate
  • Volta do Henrique, Carlos e Carina
  • Quase todos chegaram juntos, lá por volta das 19h (mantenha-se o dojo 18:30!)
  • Bolo
  • Aniversário do Berrondo
  • Persistência da galera e nítida consolidação do grupo

Podemos melhorar

  • Tivemos nosso horário de programação reduzido por conta do jogo de futebol do Brasil
  • Faltou disciplina para com as regras do dojo (conversa paralela, falar no vermelho, estourar o tempo da dupla)
  • Algoritmus Interrruptus – não concluímos a idéia do problema (que tal, então, levar a continuação do problema para um formato online colaborativo?)
  • Trânsito mega-bizarro do Centro para o CEFET (tem como melhorar isso? hehe)
  • Ainda está rolando distração da platéia
  • Coca-cola perto do Mac!
  • Não houve tempo para que todos programassem
  • Debate entre piloto e co-piloto muito baixo, não envolvendo a platéia
  • Longo tempo para trocar as duplas
  • Cadê as meninas?

Podemos melhorar em infraestrutura

  • Mesa está muito perto da parede
  • Precisamos de um filtro de linha ou extensão para fazermos todas as ligações elétricas necessárias

Para não perder o costume, fizemos um roundtwo na Parmê da Tijuca, onde falamos falamos sobre filosofia, mercado, computação, fisl10, e muitos outros assuntos que surgiram aleatoriamente até literalmente fecharmos o restaurante.

Veja as outras fotos do vigésimo Dojo!

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: