Dojo UENF [2]

segunda-feira, 19 abril 2010

No dia 06/04/10 aconteceu o segundo Dojo UENF. Continuamos a usar Ruby e o pessoal escolheu o problema da soma de números romanos. Decidimos primeiro transformar o número romano em decimal, para posteriormente efetuar a soma. Seguindo essa abordagem convertemos do I ao XV e depois, cada piloto que entrava tentava resolver com uma abordagem diferente, não dando continuidade a implementações anteriores. Isso fez com que a resolução do problema não evoluísse, até que foi sugerida uma maneira genérica para resolver o problema, mais aí, era tarde demais.

Participantes:

Galera no Dojo UENF

Feedback:

:)

  • Foco
  • Sem falatório
  • Nível do problema bom (entrada e saída definida)
  • Presença do livro de ruby
  • Pontualidade

:(

  • Muita dica no vermelho quando o piloto não solicitou
  • Com o passar do tempo os baby steps foram deixados de lado

Todas as fotos
Código

Para o próximo Dojo combinamos de levar uma grana para comprar umas pizzas e fazer um #horaextra.

Até o próximo Dojo!

[]’s


Forkin`Rio[2] #segfault

sábado, 17 abril 2010

Galera,

Falo direto aqui da Festa Framps para avisar que o nosso encontro amanhã será postergado em função da falta de noção e horário para acabar a Festa Framps. A idéia era negociar o escopo, mas o jeito foi negociar prazo mesmo. Portanto, após uma breve reunião decidimos adiar nosso encontro para o dia 02/05.

Entretando, nada de miserinha e o compromisso e se a gente negociou o prazo vamos aumentar o escopo. Para esse dia, teremos que resolver:

* Parte III e IV do livro
* Copy Special, Baby Names e Log Puzzle do Googe Python`s Class.

Segue uma fotinha para os que não vieram terem um pequeno deguste do que está sendo essa Festa Framps.

Abraços

Bernardo Fontes


ForkinRio[2]

sábado, 10 abril 2010

Hoje foi o dia de realizar o segundo encontro do ForkinRio de Python. O intuito era sentarmos e, através dos exercícios realizados ao longo da semana, discutir o que produzimos. O encontro durou mais de quatro horas de pura discussão sobre Python, TI, comunidade e pensamentos de ações futuras. Eis uma foto do pessoal:

A abordagem foi abrir o código que cada um fez para o exercício que estava sendo avaliado e a partir daí comparar abordagens, funcionalidades e técnicas utilizadas por cada um. Nesse ponto tivemos altas discussões sobre legibilidade versus desempenho. Até onde a legibilidade não afeta o desempenho? Quanto que um pedaço de código compromete o desempenho de uma aplicação?

No final, fizemos a retrospectiva e várias percepções e ideias foram levantadas. Um ponto em comum foi o de como ver abordagens diferentes para a solução de um problema te agrega conhecimento. Houveram exercícios que chegaram a existir três abordagens diferentes, todas funcionais e com qualidade. Esse tipo de percepção é algo que nos enriquece como programador. Em função da discussão da legibilidade versus desempenho, surgiu a ideia de usarmos um benchmark para fazer a análise de desempenho dos códigos.

Sobre os planos, surgiu o de, ao terminarmos o livro, começarmos um ForkinRio em C para depois podermos começar a desenvolver funcionalidades de alto desempenho em C, mas que sejam chamadas por Python com um binding. Além disso, estará em breve chegando um grupo de Ruby que um pessoal já está começando a organizando.

Como exercícios para o próximo encontro ficaram:

Participaram do encontro:

Para quem quiser, o pessoal vai disponibilizar os códigos dos exercícios no Github. Não vou fazer isso no post para não alongar, mas provavelmente daqui a pouco eles vão aparecer aí pelos comentários.

Abraços


Dia de chuva é dia de mudar o país!

terça-feira, 6 abril 2010

Começou um “estado de sítio” no Rio de Janeiro, por causa das chuvas que começaram ontem e se estedem até o momento.
Mediante este aconteceminto não pude ir ao trabalho como boa parte da população, porém cá estou me utilizando deste tempo livre.

Durante esses dias, vi alguns tweets sobre a Lei Ficha Limpa, curioso fui dar uma checada, e descobri um projeto de Lei que será votado amanhã (07/04/2010) que tem como objetivo coibir PROIBIR a candidatura do políticos que tenha cometidos crimes graves, como homicídios, tráfico, desvio de verba pública entre outros.

Lei FIcha Limpa, o Brasil precisa!

Como estamos sempre lutando para mudar a forma como desenvolvemos software, vejo neste momento mais uma oportunidade de mudarmos algo para melhor, que é o nosso país. Acho que temos obrigação de ajudar a começar a mudar quem nos representa, então estou fazendo esse call-to-arms como de costume fazemos para traduções de livros, criações de eventos e tudo, para você assinar seu apoio neste projeto de lei. mais,

Dicas:

  1. O Formulário é simples.
  2. Pede celular e cep, mas não é obrigatório. *eu não preenchi esses dados.
  3. Caso tenha a mesma mania que eu, faço o mesmo preencha só nome, email, país e envie!! pronto.

Como esse post foi rápido e o assinar meu apoio ao projeto não levou mais de 2 minutos, vou aproveitar o resto do meu dia para “nerd-iar”.

Abraços,
Rodrigo Pinto.


Dojo Niteroi

segunda-feira, 5 abril 2010

Como foi o Coding Dojo Rio em Niterói

Na quinta-feira passada (25 de Março de 2010) aconteceu o Coding Dojo Rio em Niterói, como de costume. Foi muito interessante pois tivemos a presença de muitos novatos e muitos que há tempos não apareciam! Devido a presenca de muitos novatos iniciamos o Dojo com um problema simples (Fizz Buzz) para passar a dinamica do Dojo. Depois fizemos outro problema menos simples. Esse problema devia pegar uma lista de numeros e retornar em forma de intervalos. A linguagem usada foi Python.

Participantes (20)

  • Álvaro Justen
  • André (NTI)
  • Andre Oliveira
  • Antônio Canhota
  • Bernardo Botelho
  • Cristiane “Bastos”
  • Diego
  • Diego Moreira Guimarães
  • Eduardo Zanuto
  • Fernando Campello
  • Flávio Amieiro
  • Henrique Bastos
  • Leandro
  • Mariana Bedran Lesche
  • Mário Mariani
  • Pedro Menezes
  • Rafael Moulin
  • Richard Fuchshuber
  • Thiago Diogo
  • Willen Silva

Feedback dos Participantes:

Carinha feliz :-)

  • Galera Nova
  • Galera Sumida
  • Comida e Bebida
  • Sala Boa com Ar-condicionado
  • Pessoal respeitando horário
  • Todo mundo programou
  • Aprendizado em Python
  • Linux e Gedit
  • Descobrir que coisas simples do Python as vezes não são simples quando os objetivos não estão bem claros.
  • Presença da Senhora Bastos
  • Problemas legais
  • Organização da atividade
  • Experiencia rica e interessante
  • Estimula e desenvolve o trabalho em equipe
  • Colaboração e participação do grupo
  • Descontração
  • Experientes ajudando os novatos. Valiosas trocas de experiencia
  • Respeito mutuo
  • Discussões no quadro branco
  • Refatoração de código

Carinha triste :-(

  • Timidez
  • Ausência de Contador Regressivo
  • Quadro branco dificilmente apagando
  • Esqueci Comida
  • Perdemos foco do problema
  • Erramos no “Baby Steps”
  • Inibição
  • Falaram demais
  • Não correspondi as minhas espectativas
  • Horario tarde
  • Pouco conhecimento em Python
  • Faltou microfone.
  • Faltou codigo colorido.
  • Faltou o Dojo Tools
  • Galera falando no Vermelho
  • Alguns sairam mais cedo.

Comentários

  • Friaca
  • Problema Repetido
  • Poderia ter melhor divulgacao
  • Busca de problemas pelos participantes
  • Tentar foca na proposta do problema
  • Nos manter no foco do problema

As fotos, tiradas estão no Flickr do Pedro Menezes.

Para quem estiver interessado (e para quem já participa) e ainda não está inscrito na lista, entre já na lista de discussão do Dojo Rio. Lá conversamos sobre as sessões, discutimos os problemas abordados, sugestões etc.

Toda quinta-feira, às 18h30min, em Niterói.

Endereço: Rua Passo da Pátria, 156, Sala 406A, bloco E (prédio velho) – Campus Praia Vermelha, em Boa Viagem, Niterói/RJ. Veja o local do Coding Dojo em Niterói pelo Google Maps.

Se você nunca veio, participe! O Coding Dojo é gratuito, tem ambiente descontraído, inclusivo e proporciona o aprendizado de todos – venha e chame seus amigos!


Dojo UENF [1]

domingo, 4 abril 2010

Desde semestre passado estávamos querendo começar um Dojo na UENF, porém, como o interesse era de poucos alunos, a ideia ficou na gaveta. Contudo, no 15º EDTED tivemos contato com o pessoal do DojoRio e nos empolgamos novamente em criar nosso Dojo. Escrevemos um projeto do Dojo e apresentamos à coordenadora do curso para não haver problemas com o auditório. Como a coordenadora gostou bastante da ideia e o auditório ficou reservado até junho, nosso 1° Dojo aconteceu no dia 30 de março!

Galera do Dojo

No total, houveram 19 participantes:

O pessoal chegou às 18h30 e antes de iniciarmos, Rodrigo fez uma breve explicação da dinâmica do Dojo. Foram apresentados dois problemas: o problema do jogo de tênis e o problema do teclado deslocado. Ambos os problemas foram explicados e o problema do jogo de tênis foi escolhido.

O problema não foi resolvido, mas a interação foi bastante proveitosa e na discussão da modelagem pudemos observar os diferentes pontos de vista. Paramos às 20h40 para fazer a retrospectiva, onde foram levantadas os seguintes pontos:

Pontos Positivos
– Mesmo sendo o 1° Coding Dojo, deu bastante gente.
– Mais um Coding Dojo para o DojoRio e para Campos
– Ruby é show!

Pontos Negativos
– Calor
– Muita gente sem programar
– O problema acabou ficando um pouco complexo
– Fazer mais babysteps
– Piloto e co-piloto falaram baixo
– Não rolou hora extra

Vimos que devido ao tipo do problema, o pessoal dos primeiros períodos teve um pouco de dificuldade em acompanhar, pois alguns nem viram orientação a objetos ainda.

A conversa paralela em alguns momentos também foi grande, pois o pessoal discutia a modelagem enquanto piloto e co-piloto programavam, e isso atrapalhou um pouco. Entretanto, o pior foi a falta do hora extra! A chuva atrapalhou e a UENF é distante de tudo! Mesmo assim, temos que ter um hora extra após o Dojo!

Em resumo, O 1° Dojo da UENF superou todas as expectativas e foi um sucesso.

Gostaríamos de agradecer ao Henrique Bastos por ter apoiado a ideia do Dojo durante o EDTED e por ter nos apoiado agora. Gostaríamos de agradecer também ao pessoal do IFF e a todos que compareceram!

Todas as fotos
Código

Valeu pessoal!

Até o próximo Dojo!


Coding Dojo Campos [7]

sábado, 3 abril 2010

Problema: Calculadora de expressões pré-fixadas

Linguagem: Ruby

Relato: Na última quarta-feira (24/03/2010) aconteceu mais uma edição do dojo no IFF, em Campos. Como o Rodrigo Manhães, que ficou de levar o problema, nem apareceu por lá. O Hugo arrumou um problema de última hora pra gente: desenvolver calculadora usando notação polonesa reversa, com parenteses. Algo como a linguagem Lisp. O problema foi bem desenvolvido pela galera e discutido. No final até houve certas divergências de opiniões sobre como o problema deveria proceder, mas não deu tempo para termina-lá devido a hora avançada. A linguagem escolhida foi Ruby novamente e ficou decidido Java como a linguagem para os dojos do mês que vem.

Ps: o Hugo começou a fazer POG no fim do dojo só pra passar no teste \o/ (acabei com vc agora!)

Participantes:

Retrospectiva:

Curtimos:

  • O problema foi massa
  • Atraso de 1 hora com filme :)
  • Bom envolvimento de todos
  • baby step extremo
  • sala fixa de novo \o/

Não foi bom:

  • Falta de organização dos organizadores
  • Atraso de 1 hora
  • Falação no vermelho

Foto Oficial do dia 24/03/2010

O código está no Github: http://github.com/hugobr/DojoCampos/tree/master/2010_03_24/


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores